compost_soil_grow_garden_plantsNo dia 9 de dezembro deste ano foi publicado no site “www.odiario.com” de Londrina, uma matéria explicando os problemas enfrentados pelo sistema de compostagem da Central de Trataento de Resíduos, onde são reciclados o fração orgânica da cidade.

Um resumo do artigo diz: “O sistema de compostagem da Central de Tratamento de Resíduos (CTR), situada no Distrito de Maravilha, na zona rural de Londrina, ainda não engrenou na ajuda aos trabalhos da agricultura familiar, mesmo tendo o projeto sido implementado há quase três anos. O material, oriundo dos restos de alimentos, chega ao local misturado a diversos outros resíduos, colocando em xeque a qualidade da produção. A Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização estuda meios de convencer a população a separar o lixo de forma adequada para reverter resultados em economia aos cofres públicos e benefício para todos”… “Esse é um sistema bastante complexo. É preciso garantir a separação correta direto da fonte. É preciso alertar sobre a importância e relevância sobre a separação para facilitar o processo de processamento na CTR”… “Ele explicou que o processo começa a perder qualidade quando as pessoas colocam nos mesmos sacos lixos orgânicos, rejeitos (materiais inservíveis) e recicláveis”.

Sempre que dou palestras sobre Valorização de Resíduos e Compostagem, afirmo que “compostagem com odores, vetores ou qualidade ruim” é compostagem mau feita.

Este tipo de problema são enfrentados em diversas usinas de compostagem, assim como outros comuns, como odores desagradáveis, proliferação de vetores, incapacidade de transformar todos os resíduos recebidos na unidade, falta de rastreabilidade, entre outros.

Os motivos mais comuns para este tipo de problemas são:

  • Falta de horizontalidade do projeto no seu desenvolvimento e implantação;
  • Não ter considerado todos os stakeholders no projeto;
  • A unidade não tem critérios de responsabilidade social e ambiental;
  • Os profissionais responsáveis não estão capacitados para este tipo de empreendimento;
  • Falta formação dos colaboradores da usina e da própria prefeitura para a toma de decisões.

A falta de um enquadre legal permitiu que esta atividade seja realizada com total informalidade por muitos empreendimento durante muito tempo. Recentemente, no Estado do Paraná, foi aprovado pelo Conselho Estadual do Meio Ambiente, a primeira Resolução no Brasil que estabelece os critérios técnicos, legais e operacionais para o processo de compostagem de resíduos sólidos urbanos compostáveis e para o uso do composto (Veja a Resolução CEMA Nº 090). Acreditamos que esta iniciativa do Estado do Paraná será imitada por outros estados no Brasil, fomentando e profissionalizando esta atividade, onde se obterão os resultados esperados e desejando.

Felizmente, na Inambi, temos trabalhado com todos os critérios estabelecidos pela Resolução CEMA Nº 090, obtendo sucesso em todos eles. No desenvolvimento e implantação de “Projetos de Compostagem”, temos obtido em media um 3% de rejeitos incorretamente destinados para a compostagem (97% de sucesso), onde nossos parceiros conseguiram um adubo orgânico final de qualidade. O sucesso de nosso trabalho se deve a:

  • O trabalho interdisciplinario da equipe de Inambi,
  • Ampla experiencia em processos de compostagem em diferentes cenários e tipos de resíduos,
  • Profundo conhecimento em gestão ambiental, valorização de resíduos e sustentabilidade,
  • Habilidade para relacionamento com todos os stakeholders envolvidos no projeto,
  • Experiencia no setor agrícola e conhecimento do setor de fertilizantes orgânicos e químicos,
  • Consideramos todo o processo de gerenciamento de resíduos para articular as ações necessárias para otimizar e aperfeiçoar os processos de compostagem (olhar holístico).

A Inambi oferece seus serviços de consultoria e assessoria para o setor industrial, prefeituras e organizações, para o desenvolvimento e implantação de projetos em meio ambiente e sustentabilidade, entre eles, de Compostagem. Contate-nos para saber mais em www.inambi.com.

Marcos Alejandro Badra

Comentários

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: